English   |     Deutsch   |     Español   

A mudança começa por dentro

O caminho para melhorar o mundo é simples: ter amor, fé, conhecimento interior e compaixão.

 

bk

Enquanto a maioria das pessoas ainda dorme, a líder espiritual Santosh Kukreja já está de pé e com seus pensamentos concentrados na bondade. A rotina, que conta sempre com algumas horas de meditação, é parte de uma grande missão em melhorar o mundo. Um objetivo de dimensões tão amplas que poderia parecer impossível aos olhos dos céticos, se a líder e seus seguidores não trilhassem caminhos despretensiosos: “Para acender a vela do outro, precisamos acender a nossa própria chama. Assim, também é com a vontade de nos tornarmos melhores que o próximo se contagia”. Uma ideia tão simples que ao ouvi-la é automático fazer a seguinte pergunta: “Se é tão fácil, por que não estamos fazendo?” E Santosh explica, calma e pausadamente, que é exatamente isso que a faz uma peregrina para levar suas crenças a todos os cantos do mundo. “Aceitei essa missão porque gosto de inspirar pessoas na tentativa de aumentar seus pensamentos positivos. Fazendo isso, sinto que minha vida terá valido a pena”, diz.
Este ano, a irmã, diretora adjunta da ONG Brahma Kumaris, esteve no Brasil para a Cerimônia Rakhshabandhan – quando líderes espirituais e seguidores amarram uma pulseira no pulso, cujo valor simbólico é a promessa em manter a pureza nos pensamentos, palavras e ações. Santosh explica que apenas por meio do reconhecimento interior as pessoas irão entender de uma vez por todas que o poder é efêmero e não deve estar vinculado ao dinheiro ou à beleza. “Medito para entrar em contato com o poder real que está dentro de nós.

A beleza faz com que as pessoas façam coisas por você, mas ela não é eterna. Sentar numa cadeira de chefia também garante controle, mas ela não faz parte do ser humano. O dinheiro fala muito alto, contudo ele acaba. Sem consciência, de nada adianta ter leis e polícia para ditar regras.

Nós precisamos saber o que é verdadeiramente certo e errado.” Segundo a líder espiritual, outro problema latente é que Deus está sendo pouco consultado e respeitado. “Ouço as pessoas dizendo que acreditam, mas não as vejo ouvindo o que Ele tem a dizer. Para estar com Deus, não é preciso templo ou olhos fechados. Ele está em todos os lugares. Esse ensinamento não é garantido por certificados ou diplomas e pode ser compartilhado por qualquer pessoa comum que queira aproveitar”, completa. Na opinião da líder espiritual, o mundo está dormindo para as questões divinas, mas nós não devemos desistir da missão de abrir seus olhos para um amanhã melhor.

“Se o planeta está dando reações negativas, é porque não recebeu coisas boas. Essa é a Lei do Carma, que trata sobre o equilíbrio da ação e reação. E o caminho para a mudança está na tentativa de acordar o nosso lado bom.”

Texto de Naiara Albuquerque

Deixe um comentário

  • Quem Somos

    Este site deseja inspirar aqueles que têm a necessidade de abrir o coração para tudo o que pode fazer-nos sentir totalmente vivos. Nos guia, encoraja e inspira o exemplo e os ensinamentos do irmão David Steindl-Rast.